O advogado e ex-vereador de Criciúma, Julio Cézar Colombo, não resistiu e veio a óbito na manhã deste domingo (11). Morador do Rio Maina, ele estava internado no Hospital São José, em tratamento contra a Covid-19.

Colombo tinha 57 anos e faria aniversário na próxima sexta-feira (16). Ele concorreu a última eleição para o cargo de vereador pelo PL mas não alcançou uma vaga na Câmara. Também chegou a presidir a Casa Legislativa. A nora, Julia Zanatta, esposa de Guilherme Colombo e ex-candidata à Prefeitura de Criciúma, manifestou-se há pouco em suas redes sociais.

“É com profundo pesar que comunico o falecimento do meu sogro, o nonno da Helena, o querido Júlio Cezar Colombo. Só tenho a agradecer por tudo que ele fez por mim, me acolheu na casa dele e amou a netinha desde o ventre. Homem bom, justo e sério. Amava a família e os filhos. Um pai exemplar. Vai embora precocemente aos 57 anos – completaria 58 na sexta-feira. Vai fazer muita falta entre nós. Faleceu em decorrência do Covid”.

A Prefeitura de Criciúma decretou luto oficial de três dias e manifestou o mais profundo pesar pelo falecimento. Liderança da região do Rio Maina, se destacou como presidente da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), vereador e presidente da Casa Legislativa, prefeito interino de Criciúma, entre outras áreas da gestão pública.

Ainda em nota, a prefeitura afirmou que Colombo era um político que buscava, sempre, realizar e defender aquilo em que acreditava. “Todas as repartições públicas de Criciúma deverão estar com as bandeiras hasteadas a meio-mastro”, finalizou.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul