Tubarão

Checar todos os itens de segurança do automóvel antes de viajar é fundamental para evitar acidentes. Extintor de incêndio, triângulo reflexivo, luzes e pisca-alerta devem estar em perfeitas condições. Entre todas as checagens, a qualidade e conservação dos pneus é um fator essencial para garantir uma viagem segura e tranquila.

É preciso observar a profundidade dos sulcos, que não podem ser inferiores a 1,6 milímetro, pois aumentam muito o risco de aquaplanagem e comprometem a segurança em curvas. Além disso, um pneu careca tem maior a probabilidade de furar e até mesmo estourar a qualquer momento.

Em média, 20% dos acidentes em rodovias devem-se à falta de cuidados com os pneus. Com o asfalto molhado, a capacidade de um veículo manter-se na pista vai depender muito dos desgastes destes equipamentos.

Conforme o Código Brasileiro de Trânsito (CBT), dirigir com pneus carecas é infração grave. O motorista flagrado com o carro nesta condição acumula cinco pontos na carteira e ainda é multado em R$ 127,00. Além disso, só poderá seguir viagem após fazer a troca por outro pneu em boas condições.

Lembre-se:
• Se os procedimentos básicos e necessários – calibragens regulares e alinhamento e balanceamento das rodas – forem feitos, um pneu pode ter a vida útil entre 60 mil a 100 mil quilômetros rodados. Alinhamento e balanceamento são recomendáveis a cada três meses ou na troca ou reparo dos pneus.

• A regulagem dos freios também é importante para a segurança da viagem. Não saia antes de verificar o nível do fluído de freio. É importante também checar as condições do macaco, do triângulo reflexivo e da chave-de-roda.

• Na necessidade de troca de um pneu, deixe o veículo no acostamento, com o pisca-alerta ligado e sinalize com o triângulo em uma distância de 50 metros do local.