Eva Wilma, veio a óbito neste sábado (15), aos 87 anos. Ela estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, desde o dia 15 de abril. A atriz enfrentava um câncer de ovário o qual foi diagnosticado no dia 8 de maio.

Além do câncer, ela tratava problemas cardíacos e renais, provenientes do tumor. Antes de ser internada, Eva postou uma foto em suas redes sociais em que aparecia ensaiando o texto para gravar o filme “As Aparecidas”.

O início de sua carreira artística foi aos 19 anos, com o Ballet mas pouco tempo depois passou a se dedicar em atuações no Teatro de Arena e o programa “Alô Doçura”, da TV Tupi. Além da dança e da atuação, a atriz era amante das artes. Teve aulas de canto, piano e violão.

Casada com John Herbert, por 21 anos, teve dois filhos: Vivien e John Herbert, conhecido profissionalmente como Johnnie Beat. Três anos depois da separação, Eva Wilma se casou com Carlos Zara. O ator faleceu em 2002.

Ao longo da carreira, foram mais de 60 trabalhos. Atuou em dezenas de novelas como “Meu Pé de Laranja Lima” (1971) e a primeira versão de “Mulheres de Areia” (1973), na qual interpretava as gêmeas Ruth e Raquel. Vinte anos depois, no remake da trama, os papéis foram feitos por Glória Pires.

Eva também deu vida à vilã Altiva, de “A Indomada”. Outras obras conhecidas que tiveram a participação da atriz foram “Pedra sobre Pedra” (1992), “O Rei do Gado” (1996) e “Começar de Novo” (2004).

Seu último trabalho na TV foi em “Verdades Secretas”, em 2015. Eva interpretou Dona Fábia, uma alcoólatra, amargurada e aproveitadora, que extorquia o filho Anthony (Reinaldo Gianechini).

Antes da pandemia, John Herbert Jr. e Eva estavam em cartaz com o musical Casos e Canções. No recital, Eva uniu-se ao filho compositor, violonista e cantor, ao pianista e cantor William Paiva e ao diretor cênico Eduardo Figueiredo para apresentar canções, prosas e versos da cultura e da música popular brasileira que tiveram importância na vida da artista.

O filho de Eva Wilma, fez uma publicação em agradecimento à mãe. Ele escreveu ‘Obrigado, mãe’ em cima de uma foto com Eva no palco. No último dia das mães, John escreveu um texto em homenagem à atriz: “Minha mãe não me acordava pra ir pra escola. Não me dava café. Não fazia meu almoço. De vez em quando jantava comigo. Enquanto ela construía uma das carreiras de maior sucesso, se tornando uma das maiores atrizes do Brasil, eu crescia… feliz”.

Informações sobre velório e sepultamento ainda não foram divulgadas.

Após falecimento, filho de Eva Wilma agradece

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul