Defesa Civil de Tubarão visitará escolas até novembro, com palestras de instruções sobre como proceder diante de catástrofes climáticas e acidentes domésticos.

Tubarão

Com o intuito de orientar os jovens sobre os riscos e para a prevenção de catástrofes climáticas e acidentes domésticos, os estudantes do 1º ao 5º ano das 17 escolas de ensino básico da rede municipal de Tubarão irão receber orientações de segurança da Defesa Civil. O projeto de informação e prevenção à mudança da cultura no enfrentamento de desastres foi iniciado nesta quarta-feira, na escola básica São Martinho, e será realizado até novembro.

A proposta é dar uma instrução mínima de segurança às crianças quando elas se encontrarem em situação de risco. Na primeira palestra foram usados como referência a enchente de 1974 e o vendaval de outubro do ano passado. A ideia é fazer a palestra em uma escola, pelo menos uma vez por semana. “Todos vocês lembram como foi aquele vendaval que causou bastante estrago na cidade. Então vocês precisam saber o que fazer se uma situação como aquela um dia acontecer novamente”, enfatizou o prefeito Joares Ponticelli aos participantes do evento.

De acordo com gestor-coordenador de Proteção e Defesa Civil Djalma Alves, as crianças receberão orientações sobre o que fazer em enchentes, temporais ou vendavais, e também evitar acidentes domésticos como choque elétrico e incêndios ou queimaduras de pele causados por fogão a gás ou velas. “Vamos insistir conscientização em casa, na família, para que os pais evitem jogar lixo nas ruas, o que contribui para inundações e alagamentos. Vamos atacar os problemas na origem”, destaca Djalma.

Foto: Prefeitura de Tubarão/Divulgação/Notisul