Wagner da Silva
São Ludgero

A falta de manutenção nas estradas tem sido bastante criticada pelos moradores de São Ludgero. Algumas ruas não recebem melhorias há mais de seis meses e a situação agravou-se com as últimas chuvas. No bairro Encosta do Sol, o escoamento da água causa erosão e dificulta o acesso às residências.
“A cada chuva, este buraco fica maior. Não temos nada contra a administração, mas achamos que o tratamento dado não é correto. Faz aproximadamente seis meses que não é feita manutenção”, lamenta o morador Amilton May.

O secretário de transportes e obras da prefeitura, Bertino Hobold, o Tinho, concorda com as reclamações da população, e garante que os serviços de manutenção não param, especialmente após as chuvas, quando estradas e pontes são danificadas. “As férias da equipe foram suspensas, pois, com as chuvas, famílias ficaram ilhadas e os prejuízos ainda não foram calculados”, justifica Bertino.

As obras são executadas conforme o critério de prioridade, com as máquinas estão divididas em duas áreas, segundo o secretário. Os trabalhos agora estão concentrados no Mar Grosso – muito castigado pelas chuvas – e no patrolamento das estradas que ligam o município às comunidade de Barra do Norte e Ponte Baixa. “Algumas famílias ficaram ilhadas. Por enquanto, estamos dando condições de acesso. Já avaliamos e teremos que fazer até mesmo a substituição de uma ponte”, adianta o secretário.

Mais estradas
A manutenção das estradas secundárias em São Ludgero será executada após a recuperação das vias principais. “A população pode procurar a secretaria e fazer a sua reinvidicação. Estamos à disposição. Assim que sanarmos os problemas maiores, poderemos atender todos os pedidos”, explica o secretário de transportes e obras da prefeitura, Bertino Hobold, o Tinho.