Zahyra Mattar
Jaguaruna

As obras na estrada do Camacho, em Jaguaruna, seguem de vento em popa. Homens de um lado, máquinas do outro. As cenas são aquelas que todos sempre quiseram ver. Mas existe um peculiar ponto que chama a atenção de quem trafega pela estrada. O pontilhão executado no Riacho dos Franciscos (nas proximidades da Cysy Mineradora) ficou bem abaixo do nível da rua.

A obra está pronta, mas o tráfego não foi liberado justamente por conta deste acentuado desnível. O gerente de infraestrutura da secretaria de desenvolvimento regional em Tubarão, Léo Goularte, garante que não há nada errado com o pontilhão. Porém, o fato da estrada já estar com base compactada, pronta para teoricamente receber o asfalta, parece contradizer o gerente.

“A obra seguiu exatamente o previsto no projeto. Está tudo como deveria ser. Agora, será refeita nas cabeceiras para nivelar com o pontilhão. Depois, será asfaltado e mais este trecho ficará liberado. Isto deve ocorrer em breve”, explica Léo.
Pelo cronograma da secretaria regional em Tubarão, a Saibrita, empreiteira responsável pela pavimentação da estrada, tem até julho deste ano para finalizar a obra. Dos 18 quilômetros que precisam ser pavimentados, faltam quatro.