A ponte será em concreto armado, com 200 metros de extensão e 23 metros de largura. Serão duas pistas para veículos, duas ciclovias e duas passarelas para pedestres.
A ponte será em concreto armado, com 200 metros de extensão e 23 metros de largura. Serão duas pistas para veículos, duas ciclovias e duas passarelas para pedestres.


Capivari de Baixo

Há quase 19 anos, o bairro industrial Capivari deixou de pertencer a Tubarão. Mas a ligação com a cidade-mãe, como prefere o prefeito de Capivari de Baixo Luiz Carlos Brunel Alves (PMDB), sempre foi forte.

E foi por conta disso que  foi retomado o projeto da Ponte da Integração, cuja função é encurtar a distância entre os dois municípios. Este é um anseio alimentado desde 1974, quando até um abaixoassinado foi feito para forçar a construção de uma ligação entre as cidades.

A obra, cujo investimento estimado fica na casa dos R$ 12,5 milhões, é uma extensão da avenida Marcolino Martins Cabral, pelo lado de Tubarão, e uma continuação da rua Engenheiro Paulo Santos Mello, pelo lado de Capivari de Baixo.

O ante-projeto, elaborado entre 2009 e o ano passado pela Amurel, foi apresentado ontem ao secretário estadual de planejamento, Filipe Mello. A explanação foi feita pelo prefeito Brunel, pelo comandante interino da Cidade Azul, Pepê Collaço (PP), e pelo secretário regional em Tubarão, Haroldo Silva (PSDB).

A obra beneficiará, diretamente, mais de 130 mil habitantes dos dois municípios. Impressionado com o projeto, Mello prometeu não economizar esforços para incluir a reivindicação no orçamento do estado. Ele antecipou que é prevista uma economia de R$ 1 bilhão na Fonte 100, com a medida de corte de gastos.

“Esse valor será utilizado em investimentos em Santa Catarina e podemos fazer um esforço para que esta seja uma das obras beneficiadas, até porque se trata de uma ação emblemática, que realmente faz a diferença para um grande número de cidadãos e para a economia das duas cidades”, valorizou Mello.