vacina Covid-19 Fiocruz.

Chegou ao estado de Santa Catarina nesta quinta-feira, 24, três novas remessas de vacinas contra a Covid-19, totalizando 265.130 novas doses para o estado. Deste total, 126.200 são do laboratório Sinovac/Butantan, 86.580 da Pfizer e outras 52.350 da Janssen. Como de costume, as doses foram encaminhadas para a Central Estadual de Rede de Frio, em São José, para organização da logística de distribuição para as 17 Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVEs) das Regionais de Saúde de Santa Catarina. A distribuição começa ainda nesta quinta-feira.

“A cada chegada de remessas ficamos um pouco mais próximos da volta à normalidade. Mas para isso é importante que todos estejam atentos ao cronograma de vacinação, escolham ser vacinados e retornem para a segunda dose”, disse o governador Carlos Moisés, vacinado nesta quinta-feira, em Laguna.

As vacinas da UDVE da Grande Florianópolis serão entregues no fim de tarde desta quinta. Para as demais centrais regionais, a distribuição será na sexta-feira, 25. Pela manhã, via terrestre, saem as doses das centrais de Tubarão, Criciúma e Araranguá, Jaraguá do Sul e Joinville, Blumenau, Itajaí e Rio do Sul. O avião do Corpo de Bombeiros Militar também encaminha, pela manhã, as doses das centrais de São Miguel do Oeste, Chapecó, Xanxerê e Concórdia. No período da tarde, o avião do Corpo de Bombeiros Militar leva as doses das centrais de Mafra, Videira, Joaçaba e Lages.

Santa Catarina vai distribuir 202.030 doses da vacina para uso como primeira dose (D1) e dose única

Nesta remessa, serão encaminhadas aos municípios catarinenses 202.030 doses. As 86.580 doses da Pfizer e as 52.350 doses da Janssen serão distribuídas integralmente para aplicação da D1 e dose única, respectivamente. No entanto, no caso da Coronavac, serão distribuídas, neste momento, metade das doses recebidas, ou seja, 63.100 doses, tendo em vista a necessidade de reservar a segunda dose (D2).

Todos os 295 municípios catarinenses vão receber doses de todos os fabricantes.

Com mais remessa, o estado dará continuidade à vacinação dos grupos prioritários e da população com idade entre 50 e 54 anos e dará início à vacinação da população com idade entre 45 e 49 anos. “É importante reforçar que os municípios só devem avançar para a próxima faixa etária, antes das datas estabelecidas pelo estado, caso a cobertura vacinal do grupo que estiver sendo vacinado for superior a 75%. Essa medida é importante para que uma parte considerável da população seja vacinada antes de avançar para a próxima”, assinala o diretor da DIVE, João Augusto Brancher Fuck.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Dive