Estacionamento Rotativo de Tubarão opera sem monitores e fiscalização fica por conta da Guarda Municipal

Créditos ainda podem ser comprados pelo aplicativo e também nas lojas parceiras

Depois de anunciar que a demissão do monitores da Área Azul, a Apae agora vende os créditos para o Estacionamento Rotativo somente por meio do aplicativo ou nas lojas parceiras. O estacionamento rotativo continua operando normalmente e vai contar com o apoio da Guarda Municipal na fiscalização.

Em um comunicado emitido pela Apae, não era possível voltar com os monitores em um momento em que o contato físico deve ser o menor possível.

A decisão de atuar sem os monitores também foi motivada pelo processo de rompimento com a empresa que administra o estacionamento rotativo na cidade ITB2, empresa de software de São Paulo.

A presidente da Apae de Tubarão, Leila Saleh Goulart, anunciou sexta-feira (17), e garante que o aplicativo continuará disponível até a contratação da nova empresa e as lojas parceiras vão continuar vendendo os créditos até acabar. A partir da nova contratação o processo começará do zero.

Leilah lembra que a Apae assumiu o estacionamento rotativo porque a entidade precisa manter os alunos e pede que a população siga firme comprando os créditos.

“Temos 400 alunos para atender e agora, mais do que nunca, vamos precisar deste dinheiro. Fazemos cerca de 3 mil atendimento clínicos por mês e com essas novas regras de higienização por conta do coronavírus os gastos com material vai aumentar bastante. Vamos precisar quando os trabalhos voltarem”.

A presidente da Apae também pede conscientização por parte dos motoristas e que não esperem ser fiscalizados. “Nem a prefeitura, nem a CDL vão abrir mão do estacionamento rotativo, portanto ele continuará. Essa semana a gente já não conseguiu mais estacionar porque as pessoas só funcionam se tiver alguém fiscalizando. Pedimos que as pessoas pensem mais na sociedade”, reitera a presidente.

Os créditos podem ser comprados por meio do aplicativo ou nas lojas parceiras: