Tubarão 

ACidade Azul está de aniversário hoje, completa 149 anos de emancipação política-administrativa. Um dos cerca de 106 mil habitantes tem tudo para celebrar esta data tão especial. Thiago Kock Mendonça completou 16 anos neste mês, é morador do bairro Oficinas, localidade onde também trabalha. Isso mesmo, apesar da pouca idade, ele é um dos poucos adolescentes do Brasil que já são empresários. Assim que atingiu a idade mínima para receber a emancipação dos pais, conquistou também outra grande vitória que almejava há muito tempo: tornar-se um Microempreendedor Individual (MEI). 

Com a documentação em mãos e com a possibilidade de se tornar mais uma pessoa jurídica e contribuinte do município, Thiago pretende abrir a sua própria barbearia ou, neste primeiro momento, virar sócio do pai, Diego Monteiro, 36, proprietário da Barbearia Pavão, na rua Altamiro Guimarães, uma das mais antigas do ramo em toda a Amurel, antes tocada pelo profissional que dá nome ao local, hoje aposentado. 

Diego é casado e tem dois filhos, uma menina de 3 anos e Thiago, que o ajuda desde os 11 anos, mas de maneira mais contínua desde 2016. Há algum tempo, o menino observava o pai no trabalho e, incentiva pela mãe e por Diego, resolveu praticar, treinar, estudar e pesquisar sobre cortes de cabelos masculinos e estilos de barba. “Ele já é craque, principalmente no dégradé – é a área onde duas ou mais cores são sobrepostas, cada uma com suas intensidades, formando uma transição suave entre as cores, no sentido de apresentar aspecto em 3D. Hoje, o Thiago já tem mais clientes do que eu aqui no salão, por isso dou esta força para ele no mercado de trabalho e o incentivei em se tornar também um empreendedor”, destaca Diego. 

Com a valorização da estética masculina nos últimos tempos, as barbearias estão no mercado como boas tendências de negócios promissores e, com elas, os jovens e não tão jovens profissionais associam este ofício como estilo de vida. O garoto afirma que pretende se especializar e continuar no ofício. “Queria muito trabalhar, aprender alguma coisa, sempre observei o meu pai em sua atividade e via esta função como muito interessante. Conversamos e combinamos que aos poucos aprenderia a cortar o cabelo e fazer a barba”, recorda o seu início nesta trajetória. Ele ainda exalta que do grupo de amigos foi o primeiro a ingressar no mercado.

Além de barbeiro, o novo empresário da cidade é instrumentista, toca saxofone, piano, bateria e violão. Os dois também são voluntários nas celebrações da Igreja Assembleia de Deus, em Tubarão. 

A emancipação

É um mecanismo legal por meio do qual uma pessoa que ainda não tenha completado 18 anos adquire o que se chama de “capacidade civil”, que lhe permite exercer alguns direitos que não seriam permitidos para os menores de idade. Importante observar que, para ser emancipado, a pessoa precisa ser maior de 16 anos.