Imbituba

Uma equipe da Vigilância Sanitária estadual esteve, na última segunda-feira (27), nas dependências do Hospital São Camilo, em Imbituba, para vistoriar o local onde será instalada a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Durante a visita, os técnicos analisaram e indicaram quais modificações deverão ser feitas na unidade para que os leitos possam ser instalados e habilitados pelo Ministério da Saúde.

“As alterações deverão atender as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para, então, iniciarmos o funcionamento. A previsão, de acordo com a direção do Hospital São Camilo, é que essas modificações sejam feitas até o dia 15 de agosto”, disse o Prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior.

Os dez leitos de UTI, que serão implementados, para o combate à pandemia do novo coronavírus poderão ser mantidos na estrutura da casa de saúde. Assim, o atendimento para aqueles que precisam de um acompanhamento 24 horas, estará garantido na Capital da Baleia-Franca. Desta forma, a estrutura não será utilizada apenas neste momento de crise, mas ficará disponível para os usuários do Sistema único de Saúde (SUS) permanentemente.

Na semana passada a assessoria de comunicação da prefeitura de Imbituba emitiu uma nota, que uma série de comentários era veiculada nas redes sociais sobre a instalação e permanência dos leitos de UTI no Hospital São Camilo.  “Esses leitos não serão removidos após a pandemia da Covid-19. Serão dez leitos implantados pela prefeitura de Imbituba, com a habilitação do Estado para atendimentos pelo Sistema Único de Saúde”, afirma.

Entre em nosso grupo do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/Notisul