Wagner da Silva
Grão-Pará

Elaborar projetos e colaborar com o desenvolvimento do meio rural nem sempre é tarefa fácil. A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão (Epagri) sabe da sua responsabilidade e há anos contribui para que inúmeros projetos saiam do papel e tornem-se realidade, melhorando a vida das famílias do campo em vários aspectos.
Destaca-se entre estas ações a parceria com a prefeitura de Grão-Pará. A Epagri desenvolve diversas ações, como o aumento de produtividade com o projeto de Pastoreio Voisin (que visa melhoria a sanidade animal bovino de leite, produtividade, manejo e humanização do trabalho).

O trabalho é lento e longo, mas já obteve êxitos. “É um trabalho desenvolvido através do projeto microbacias em vários municípios e já obtivemos bons resultados”, afirma o técnico em agropecuária da Epagri, Gilson Michels Dacorégio.
Gilson explica que, além do projeto Voisin, os piquetes e ainda a adubação verde também oferecem bons resultados. Resultados que já transformaram várias propriedades do município em referência. ”A adubação é no sentido de melhorar o solo. Percebemos que existe um desgaste excessivo do solo. E a adubação verde contribui na parte de melhoria da matéria orgânica”, explica.

Crédito rural é facilitado
pelos convênios com Epagri

A Epagri, em parceria com sindicatos e secretária estadual da agricultura, também colabora para que as famílias rurais obtenham crédito financeiro. O técnico em agropecuária da Epagri Gilson Michels Dacorégio explica que, na parte de Crédito Rural, todas as declarações de aptidão emitidas ao Pronaf são feitas pela empresa. “Os projetos são encaminhados em parceria para o Crédito Fundiário e Banco da Terra. Hoje, são 60 beneficiados no município. E, além disso, nós fazemos o acompanhamento. Está à disposição um curso sobre administração rural para auxiliar os produtores”, relata Gilson.

Outra atividade é a distribuição de mudas de árvores frutíferas (em 2008, foram entregues 1,8 mil mudas em todo o município). O projeto tem como objetivo incentivar a produção de frutas. “Nós também temos dois produtores referências em ervas medicinais em Grão-Pará. Inclusive, muitas pessoas visitam estas propriedades mensalmente. Alunos de universidades como Unisul vêm para conhecer o trabalho. Estas propriedades recebem a nossa assistência constante. Em Grão-Pará, são quatro propriedades que visam o turismo e que recebem dinheiro do Pronaf”, declara.