Priscila Alano
Tubarão

Os fiscais estaduais agropecuários da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) de Tubarão intensificarão a fiscalização nos estabelecimentos agropecuários. Suspeita-se que defensivos agrícolas sejam comercializados de forma fracionada, para o envenenamento de animais domésticos. A denúncia foi levantada pelo vereador Deka May, na sessão da câmara de vereadores de segunda-feira.

O fiscal estadual agropecuário da Cidasc Diego Gimdri confirma que nesta semana a equipe visitará os estabelecimentos agropecuários da cidade para investigar a denúncia e também pretendem realizar ações educativas para que a população não compre o produto fracionado.

“As pessoas correm um alto risco de intoxicação, tanto aqueles que manipulam o produto, dividem em pequenas quantidades, quanto os que compram o veneno. Se isso ocorre, o médico não saberá como medicar o paciente, pois nestes frascos fracionados não as informações necessárias”, salienta Diego. Esses produtos devem ser comercializados mediante apresentação de receituário do engenheiro agrônomo. O estabelecimento que descumprir as orientações pode receber multa de R$ 18 mil e responder a processo crime.