#PraCegoVer Na foto, um homem trabalha na ele elétrica
A perspectiva do governo é de que a bandeira verde vigore até o fim deste ano - Foto: Rovena Rosa | Agência Brasil | Divulgação

O Governo Federal anunciou nesta quarta-feira (6) o fim da bandeira de escassez hídrica, em vigor desde setembro do ano passado e que gerava uma taxa extra na conta de energia elétrica de R$ 14,20 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Conforme nota do Ministério de Minas e Energia (MME), a medida entra em vigor a partir do sábado da próxima semana, dia 16 de abril e deverá reduzir a conta de luz do consumidor final em pelo menos 20%. A tarifa extra foi aprovada em meio à crise hidrológica que afetou o nível dos reservatórios das usinas do país no ano passado. As hidrelétricas são a principal fonte geradora de energia elétrica do Brasil.

Segundo a nota, o reservatório da usina de Furnas terminou o mês de março acima de 80% de seu volume útil. O governo também informou a retomada da operação da Hidrovia Tietê-Paraná, que ficou interrompida por sete meses. Já havia uma previsão de que a bandeira de escassez hídrica, patamar mais alto já adotado no país, terminaria no fim deste mês, mas a medida anunciada pelo MME antecipa a redução em cerca de 15 dias. A perspectiva do governo é de que a bandeira verde vigore até o fim deste ano.

Fonte: Agência Brasil
Edição: Zahyra Mattar | Notisul

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul