Teresina (PI)

Cerca de 35 municípios do Piauí já foram atingidos pelas enchentes provocadas pelas fortes chuvas no Nordeste. Ao todo, 11.950 famílias em todo o estado estão desalojadas. A situação é descrita pelo secretário de defesa civil do estado do Piauí, Fernando Monteiro, como “período de muita gravidade”.

“São famílias que tiveram que deixar as suas residências e hoje estão abrigadas em logradouros públicos ou em residências de parentes e amigos”, relatou. Monteiro destaca que até mesmo a capital do estado, Teresina – cidade cortada pelo Rio Parnaíba e por seu afluente, o Rio Poti – enfrenta sérios problemas com as enchentes. Municípios menores como Barras, Campo Maior e Esperantina também sofrem com as inundações.

Segundo ele, o governo do Piauí, por meio da secretaria estadual de defesa civil, aposta em um trabalho integrado com o Corpo de Bombeiros, com a secretaria de assistência social e com a secretaria de saúde no atendimento às vítimas.

Monteiro afirma que há “expectativa” de que recursos do governo federal sejam encaminhados para o estado. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva autorizou a liberação de crédito extraordinário no valor de R$ 540 milhões – por meio de medida provisória para atender os estados castigados pelas chuvas.