O Porto de Imbituba está recebendo o primeiro grande embarque de canola para exportação do Brasil. As 9,5 mil toneladas dos grãos oleaginosos estão sendo alocadas no navio MP KAMSARMAX 1, atracado no Cais 2, e seguiu nesta segunda-feira (20) para os Portos de Dammam, na Arábia Saudita e Jebel Ali, nos Emirados Árabes Unidos.

“Estamos muito gratos por ser palco de mais um marco na logística nacional, e o sucesso de operações como esta e outras iniciativas que ocorreram ao longo do ano reafirmam a flexibilidade e capacidade do Porto de Imbituba para atender o mercado”, afirma o diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Fábio Riera.

A canola tem tradição agrícola concentrada no Rio Grande do Sul e produção ainda pequena no Brasil, mas que vem ganhando espaço em esquemas de rotação de culturas. Segundo a Conab, a previsão é de que a safra de 2021/2022 totalize aproximadamente 55 mil toneladas, 70% superior à de 2020/2021 (32,2 mil t).

Segundo a Comex Stat, base que concentra os dados do comércio exterior brasileiro, apenas em 2007 houve uma pequena exportação desta categoria de carga. Dessa forma, o embarque em andamento por Imbituba pode ser considerado como a primeira exportação nacional em quantidade significativa por via marítima. A empresa exportadora é a riograndense Celena Alimentos, que atua no mercado com canola há mais de 20 anos e agora está se lançando para o mercado internacional.

A exportação piloto por Imbituba já é considerada um sucesso pela Serra Morena, uma das empresas participantes da joint venture da operadora portuária Granéis Imbituba e responsável pela atração da carga. Mário Lopes, sócio da Serra Morena, explica que a canola tem o desafio de operação, devido ao tamanho pequeno do grão. “Diante desse fato, a comprovação de que temos condições operacionais de poder embarcar esse produto com total segurança e assepsia necessária, a perspectiva é consolidarmos embarques mensais, entre 30 e 40 mil toneladas”, avalia Lopes.

O navio está sob responsabilidade da agência marítima Simonsen e a operação está a cargo da operadora portuária Granéis Imbituba. Além da canola, o  MP KAMSARMAX 1 está recebendo 9,9 mil toneladas de farelo de soja, somando um volume total de 19,4 mil toneladas embarcadas.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: SCPar Porto