No mês de julho, a prefeitura de Tubarão aumentou a testagem para coronavírus por meio de testes rápidos. Os testes são realizados na Arena Multiuso, em forma de drive thru. Os atendimentos são direcionados aos contatos de pessoas positivas, empresas, familiares, várias pessoas têm sido encaminhadas para testagem.

De acordo com o diretor-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Daisson Trevisol, esses testes rápidos são aprovados pela Anvisa e apresentam uma confiabilidade grande. “Ele tem uma sensibilidade bastante alta. Com relação a positividade ou negatividade destes testes, pode ocorrer casos de falso positivo ou de falso negativo. E temos que considerar sempre que dá positivo, assim se afastam essas pessoas pelo tempo necessário para que não transmitam o vírus ao restante da população”, pontua.

Quanto ao aumento de número de casos, Daisson explica que estão relacionados ao aumento na testagem realizada. “Percebemos que houve, depois da quarentena, uma redução nos números de internações e também uma redução no número de casos novos com relação a doença. Alguns óbitos em nosso município são reflexo da transmissão que ocorreu no início de julho”, detalha.

Para o diretor, é importante que todos colaborem. “Pedimos a todos a colaboração para que possamos passar por essa fase considerada bastante difícil, Estamos partindo para uma descendente no número de casos mas temos que continuar, da mesma forma, mantendo as medidas de prevenção, pois só assim vamos conseguir vencer o coronavírus”, finaliza.

 

Números

O número de casos positivos de covid-19 em Tubarão chega, nesta segunda-feira (10), em 3.600 casos. Destes, 177 foram registrados nas últimas 24 horas. Dos tubaronenses que testaram positivo, 2.453 já estão curados, o que corresponde a aproximadamente 68% dos infectados. 1.068 estão em monitoramento domiciliar, 15 hospitalizados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 15 em enfermaria.

Até o momento, o município registra 48 óbitos por covid-19, desde o início da pandemia. Só neste final de semana foram seis óbitos, cinco mulheres (92, 84, 85, 60 e 69 anos) e um homem de 76 anos.