Morador de West Almond, em Nova York, Sean Kelley precisou perder 18 quilos para salvar a vida do filho de um ano. O pequeno Sawyer tem uma doença genética conhecida como síndrome de Alagille, que afeta o fígado e o coração, e precisava urgentemente de um doador de fígado.

De acordo com a equipe médica, o bebê não poderia sobreviver mais de um mês sem o transplante. Sean e a esposa Josie deram início, então, a uma intensa busca por um doador compatível. Posteriormente, o pai percebeu que ele também poderia ajudar — bastava perder peso.

“Eu não sabia se eu seria compatível com Sawyer ou não, mas, mesmo para passar pelo processo de avaliação, tive que reduzir meu peso a um certo ponto”, disse ele, segundo Good Morning America.

Para passar pelas avaliações médicas, Sean teve que perder 18 quilos. Ele começou o processo em agosto do ano passado e, ao receber a confirmação de que era compatível, disse que precisou se sentar devido à emoção.

O transplante, realizado no dia 19 de dezembro, foi feito com sucesso e os dois estão se recuperando dos procedimentos. Sean disse que ele e sua família têm sorte de poder ter feito o transplante e esperam educar outras pessoas sobre como ser um doador vivo pode salvar a vida de outros.