A prefeitura de Laguna anunciou, em coletiva de imprensa, na tarde desta segunda-feira (13), a decisão de intervir na administração da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). A medida tem duração de seis meses e entra em vigor a partir da publicação no Diário Oficial dos Municípios (DOM).

Segundo o prefeito Mauro Candemil (MDB), a administração municipal levou em consideração os recorrentes transbordamentos de esgotos na região do bairro Mar Grosso, principalmente na praça Nelson Moreira Netto (Villa) para tomar a decisão, que pode ser prorrogada ou abreviada se houver necessidade. O setor jurídico levou um ano estudando a medida.

A Casan passa a ser administrada pelo engenheiro civil Carli Pereira do Carmo, contratado pela prefeitura especificamente para este fim. De acordo com o Executivo, nenhum serviço será paralisado.