Desde 2018, os alunos da Escola de Educação Básica Índio Guimarães, na comunidade de Parobé, em Laguna, estudavam no salão paroquial da comunidade até a paralisação por causa da pandemia do coronavírus. O remanejamento ‘provisório’ aguarda a finalização das obras na escola para que o retorno seja efetuado.

A instituição de ensino atende a 48 crianças, entre educação infantil e ensino fundamental anos iniciais. Foram longos anos de luta, incluindo a iniciativa da comunidade em concluir a obra por conta própria. Porém, por causa de um grande número de exigências a iniciativa foi inviabilizada.

A reforma iniciada em 2018, teve a obra paralisada em 2019 por rescisão do contrato com a construtora responsável. A unidade escolar, que é uma das mais antigas do município terá um novo processo licitatório. No dia 14 de maio haverá uma licitação para finalizar a obra.

Técnicos da Secretaria de Planejamento Urbano diagnosticaram a falta de finalização dos trabalhos e elaboraram um levantamento dos itens não concluídos. Outro projeto foi realizado para a reabertura da unidade escolar por meio da nova licitação, no valor de R$ 148.987,17.

As intervenções que serão realizadas encontram-se em estágio de obras de reforma sem conclusão. O objetivo é finalizar os banheiros, cozinha, o telhado, pinturas e revestimentos. Uma rampa de acesso deverá ser fixada.

Um parque infantil também está incluso e faz  parte do projeto de finalização. O secretário de Educação e Esporte, Felipe Schimidt, afirma que não estão medindo esforços para a conclusão da reforma.