Além das ações adotadas pela Fazenda, a parceria com o setor produtivo merece destaque. A gerente de fiscalização da SEF, Danielle Neves, complementa que as operações que estão sendo realizadas em todo Estado também têm colaborado com o incremento na arrecadação. “Temos realizado ações para combater a sonegação e demais irregularidades, em parceria com diversas instituições, com o objetivo de coibir tais práticas que são prejudiciais para a economia catarinense”, avaliou.

Setores seguem em alta

Junho foi o segundo mês consecutivo que todos os setores analisados pelos Grupos Especialistas Setoriais (GES), da Fazenda, registraram alta na arrecadação. O crescimento mais expressivo foi registrado pelo setor automotivo e de autopeças, com alta de 151,27% em relação ao mesmo período no ano passado; seguido do têxtil, com incremento de 80,32%; e dos combustíveis e lubrificantes, com acréscimo de 73,66%.

De acordo com a coordenadora-geral dos GES, Maria Aparecida Mendes de Oliveira, a última vez que a arrecadação de Santa Catarina havia registrado alta em todos os segmentos foi há mais de dois anos. “Alguns setores vinham impactados por outras crises, como o de automóveis, por exemplo, e com a pandemia, foi ainda mais prejudicado. Contudo, as análises apontam que a economia catarinense vem se fortalecendo em todas as áreas. A expectativa é positiva para o segundo semestre”, apontou.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Governo de Santa Catarina