Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

Forquilhinha

Os Correios de Forquilhinha decidiram tomar uma medida extrema por conta do problema ocasionado por cães soltos pelas ruas do município. A partir dessa semana, os carteiros vão suspender a entrega de encomendas em pontos da cidade em que esse problema está muito evidente.

Conforme o supervisor operacional dos Correios de Criciúma, Fernando Goulart, a suspensão foi a decisão tomada por conta de situações que vem sendo registradas ao longo das últimas semanas, como carteiros mordidos e acidentados. 

“A gente procura fazer o serviço da melhor maneira possível, mas estamos encontrando dificuldades em relação a cães soltos. Isso gera riscos tanto para os carteiros quanto para quem está transitando na rua, por conta de possíveis ataques e quedas, ou até mesmo atropelamentos que possam vir a acontecer. Buscamos conversar com os moradores e com órgãos públicos, já tentamos solucionar, mas não foi possível. Por isso, será suspensa a entrega até que essa situação seja solucionada”, explica.

Dessa forma, nos locais onde a entrega for suspensa, as correspondências passarão a permanecer por aproximadamente 20 dias na agência de Forquilhinha, onde ficarão disponíveis para a pessoa ir buscar. Se ninguém retirá-la nesse prazo, será devolvida ao remetente.

Haverá suspensão de entrega em ruas problemáticas dos Bairros Clarissas, Ouro Negro, Nova York, Santa Líbera, Cidade Alta, Vila Lourdes, Saturno, Vila Franca e Santa Cruz.

DENÚNCIAS PODEM SER REALIZADAS

A respeito do problema, a Fundação do Meio Ambiente de Forquilhinha (Fundaf) orienta para que as pessoas denunciem casos como os que estão sendo percebidos. Em relação aos animais que têm donos mas estão nas ruas, a Fundaf pode notificar os proprietários, porque os mesmos têm responsabilidades sobre eles. “Há risco de mordedura e, além disso, o fato de estarem na rua pode ser configurado maus tratos, já que ele fica exposto a perigos, como veículos e terceiros”, argumenta a coordenadora de educação ambiental e proteção animal, Daiani Vitali.

Já quanto aos animais de rua, a fundação solicita a colaboração da comunidade para identificar a pessoa responsável pelo abandono, para que possa ser devidamente autuada. Informações e denúncias podem ser encaminhadas para (48) 3463-3039.