Foto: Anderson Coelho/ND
Foto: Anderson Coelho/ND

Pela décima vez em sua história, a Sociedade Recreativa e Cultural Unidos da Coloninha conquistou o título de campeã do Grupo Especial do Carnaval 2020 em Florianópolis. Com 269,2 pontos, a escola liderou o resultado, seguida pela Consulado do Samba com  268,5 e Os Protegidos da Princesa, com 268,4 pontos.

Confira o placar final do Grupo Especial:

Unidos da Coloninha 269,2

Consulado 268,5

Os Protegidos da Princesa 268,4

União da Ilha da Magia 268,2

Dascuia 266

Embaixada Copa Lord 265,7

Nação Guarani 257,6

O enredo do carnavalesco Otávio José de Oliveira Neto, o Duda,  fez tremer as arquibancadas durante o desfile do último sábado (22). A torcida cantou junto a plenos pulmões o enredo que retrata a história do Continente.

Com o tema “Sou tripeiro com muito orgulho! Prazer, Sou a Gigante do Continente”, e uma bateria afinadíssima, a Coloninha resgatou o desenvolvimento da região continental desde a invasão dos espanhóis no século 18. Não ficou de fora a representação do Figueirense Futebol Clube e até mesmo a lenda das bruxas.

A letra homenageou os moradores do bairro, com o qual a escola tem forte ligação desde seu início em 1962.

Neste ano, a escola entrou na avenida com 2.500 integrantes, 23 alas e duas alegorias, realizando um desfile praticamente impecável, cuja energia contagiou a todos na Passarela Nego Quirido. 

Décimo título

O último prêmio da Coloninha foi conquistado em 2017, quando a escola apresentou o enredo “A Coloninha teve uma boa ideia. Salve todos os inventores e suas mentes brilhantes”, também de Duda Neto e Mizinho.

Seu início como bloco carnavalesco foi o primeiro passo para nunca mais sair da história do Carnaval da capital catarinense. Após a fundação em 1962, no bairro Coloninha, a agremiação parou as atividades por 18 anos, entre 1964 e 1982. 

Com o empenho de Mestre Dica e Zé Biguaçu, que procuraram os fundadores, a Coloninha voltou em 1983 e logo no ano seguinte conquistou seu primeiro título. É a única escola com cinco títulos seguidos: 1984, 1985, 1986, 1987 e 1989 (em 1988 não houve desfiles). Depois, voltou a ganhar em 1995, 2009, 2016 e 2017.