A Maria Fumaça do Museu Ferroviário de Tubarão, se transformará nesta sexta-feira (17), sábado (18) e domingo (19) no Expresso de Natal. O trem, todo decorado e iluminado com roupagem natalina, fará o percurso Tubarão x Jaguaruna e também, Tubarão x Laguna. Inúmeras interações deverão ocorrer nos três dias do evento.

Na sexta, o Trem sairá às 19h30 do Museu Ferroviário da Cidade Azul com destino a Jaguaruna. Já no sábado (22), a composição partirá também às 19h30 da Estação tubaronense, porém com destino a Laguna. Nesta data, os participantes terão uma Ceia de Natal, em um restaurante da Cidade Juliana. No dia seguinte, no domingo, o passeio será novamente com destino à Cidade das Praias, às 19h30.

Os trens foram, no passado, parte importante da história do país e foi  por meio deles que também veio a evolução, demonstrando a sua importância até hoje, com a continuidade em suas operações pelos trilhos. O passeio de Maria Fumaça pelas cidades da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel), em Santa Catarina é uma excelente oportunidade para ver cenários lindos, montanhas, natureza exuberante, túneis, cachoeiras, pontes e resgatar a memória ferroviária, onde o passageiro volta ao tempo e vê o funcionamento de toda a infraestrutura de uma locomotiva a vapor por meio de um passeio indicado para toda família.

Atualmente, as regiões Sul e Centro-Oeste oferecem passeios de Maria Fumaça perfeitos para quem quer compreender mais sobre a mistura cultural do Brasil. Enquanto em Santa Catarina, no Paraná e Rio Grande do Sul os viajantes passam por vilarejos e cidades que lembram muito as paisagens da Europa e podem experimentar um pouco mais sobre os costumes e culinária de países como Itália, Alemanha e Polônia, no trem do Pantanal, no Mato Grosso do Sul, quem olha pela janela do vagão faz uma imersão em cenários que são a cara do país, como rios, animais selvagens, fazendas da época colonial e matas.

Nos passeios o público conhece estações que contam a história das cidades. No Museu Ferroviário de Tubarão, é possível  que as pessoas conheçam os equipamentos ferroviários de várias épocas, gerações, modelos, uma diversidade que é referência no mundo inteiro, com um trabalho de preservação de locomotivas raras, únicas e em operação no mundo. O trem viaja pelos trilhos da Ferrovia Tereza Cristina. Os tempos mudaram, mas ainda hoje o passeio circula por paisagens rurais, fazendas, rios, pastagens, entre outros resquícios desta época.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul