Maria Júlia, de somente 9 anos, moradora de Cocal do Sul (SC), adora o filme Frozen, sempre sonhou em ser a Elsa, gosta de abraços quentinhos, mas congela tudo por onde passa para que tenha mais tempo de encontrar um doador compatível.

Maria é alvo de uma campanha que aciona o mundo inteiro em busca de doadores de medula óssea. A pequena foi diagnosticada com Leucemia Linfóide Aguda (LLA) aos 4 anos. Com os tratamentos e as quimioterapias, ela ficou curada. Porém, após dois anos, teve uma recidiva (a volta da leucemia).

A princesa precisa muito da sua ajuda. “Peço que vocês compartilham essa postagem para poder alcançar o maior número possível de pessoas, para a nossa Maria Júlia viver e realizar todos seus sonhos”, pede a mãe da menina, Kenia Custódio, de 35 anos. 

Ela conta que Maria Júlia atualmente não vai à escola, sua imunidade está baixa, e o ciclo agora é de quimioterapia em casa, com o uso de medicamentos via oral. “A doutora disse que essa fase que minha filha está seria a ideal para um transplante”, revela Kenia. 

A garota saiu do hospital há oito dias após uma internação de 16 dias. “É a segunda vez que passa por isso, pela idade que tem, ela é uma guerreira”, enaltece a mãe.