Um dos projetos habitacionais de São Ludgero é retirar as famílias que vivem em locais de risco no município,
Um dos projetos habitacionais de São Ludgero é retirar as famílias que vivem em locais de risco no município,

Wagner da Silva
São Ludgero

A casa própria é sonho de dez entre dez brasileiros. Em São Ludgero, a criação do Conselho Gestor do Fundo Municipal de Habitação e Interesse Social poderá auxiliar as famílias do município a realizarem este sonho. O grupo, formado por secretários, entidades e associações de moradores, atuará em parceria com a prefeitura São Ludgero. O conselho é responsável por elaborar projetos para construção de casas populares, através do programa Minha casa, minha vida, do governo federal. Ao todo, serão investidos R$ 34 bilhões.

O prefeito Ademir Gesing (PMDB), o Gogo, explica que espera beneficiar famílias com renda entre um e três salários mínimos. “Solicitei urgência na formulação do projeto. Temos interesse na aquisição do terreno e na construção das casas”, resume Gogo.

Apesar de ter um cadastro com os possíveis beneficiários, que se enquadram no programa, o prefeito espera construir no mínimo 80 casas no município. “Queremos agilidade para poder contribuir com uma melhor estrutura para as famílias de baixa renda. Devemos procurar o Ministério da Habitação assim que o projeto for concluído. Não podemos perder esta oportunidade de investimento”, afirma o prefeito.