Para viabilizar ainda mais a oferta de empregos em Braço do Norte, o prefeito, Beto Kuerten Marcelino, enviou para a Câmara de Vereadores nesta segunda-feira (12), o Programa de Desenvolvimento Econômico e Social.

Para Beto, a expectativa é que os vereadores aprovem o projeto de iniciativa do executivo. “Em resumo, o Município poderá conceder incentivos para indústrias, comércios de prestação de serviços, agroindústrias e agropecuárias, levando em conta a geração de empregos e renda e sua importância para a economia local”, explicou.

A empresa que tiver interesse em se candidatar ao benefício deverá cumprir uma série de pré-requisitos. A prova de regularidade quanto a tributos municipais, licenças ambientas (se necessário) e contrato regularizado são alguns dos quesitos. “Além disso, será imprescindível que a empresa crie, no mínimo, 10 empregos diretos”, pontuou.

A instalação da empresa em até dois anos após a concessão do incentivo, será outra exigência do Programa de Desenvolvimento. Além disso, deverá manter as atividades pelo prazo mínimo de cinco anos.

“Nosso propósito é incentivar empregos e aumentar a capacidade produtiva do município, estimulando a atividade empreendedora e reforçando as inúmeras medidas já realizadas pela gestão, como o Programa de Empreendedorismo e Desburocratização (PED)”, finalizou.