Conforme o calendário eleitoral, 15 dias antes das eleições, candidatos não podem ser presos a não ser em caso de flagrante delito. A determinação passa a valer a partir deste sábado. No caso dos eleitores, a restrição começa a valer cinco dias antes do pleito, ou seja, no dia 27, para o primeiro turno, e dia 25, para o segundo.