Três candidatos à prefeitura de Imbituba participaram nesta terça-feira (13) pela manhã, do debate da disputa eleitoral realizado pela Rádio e TV Tubá e pelo Portal Notisul, em Tubarão. Estiveram presentes nos estúdios da emissora de rádio e TV os prefeituráveis, Christiano Lopes (PSD), Michela Freitas (PSDB) e Tania Ferreira (PT). Os postulantes ao cargo máximo do Executivo da Capital Nacional da Baleia-Franca, Adriana Lumma (PSL) e Rosenvaldo Junior (PSB), este último candidato à reeleição, não puderam participar do evento.

O programa foi divido em quatro blocos, o primeiro com apresentação dos candidatos, o segundo com questionamentos entre eles, o terceiro os prefeituráveis responderam as perguntas realizadas pela produção do programa e no quarto e último bloco foram respondidos os questionamentos feitos pelos ouvintes e internautas. O encontro teve início às 10h e durou 1h55.

Entre as perguntas temáticas feitas pela produção, a candidata Michela respondeu o questionamento sobre educação. Ela contou que a cidade tem nove escolas e 15 centros de educação infantil. “Algumas obras precisam ser inacabadas. Quando fui secretária de Educação do município entregamos duas escolas. Nestes últimos quatros anos não foram concluídas obras importantes na área da educação. Temos dentro da nossa proposta de governo o ideal para realizar na cidade”, enfatiza.

Já Christiano respondeu sobre a possibilidade da implantação da Guarda Municipal. Para ele, a Capital Nacional da Baleia-Franca tem uma Polícia militar presente, mas evidente que há grandes problemas. “ Precisamos ter com os profissionais de segurança pública do Estado uma parceria mais forte e atuante. Há vários concursos não recebemos novos profissionais das policiais militar e civil e é necessário articular com o governo para aumentar o efetivo em Imbituba. Infelizmente não é possível conseguir neste atual momento suportar a Guarda Municipal”, pontua.

Tania foi questionada de como melhorar a segurança nas praias. Ela afirmou que a sua candidatura tem um compromisso de transformar Imbituba em uma cidade educadora. “É necessário uma Polícia Militar mais atuante. Trabalhar a lógica da conscientização das pessoas. Segurança se trabalha em um todo, tanto na saúde, na alimentação, na educação e em outras áreas. Precisamos estabelecer um perfil de violência e assim, entender o que pode ser combatido. A questão da segurança pública é social e não se resolve apenas com a polícia. Temos que garantir meios para amenizar essa situação”, observa.

Devido à pandemia do coronavírus, os candidatos tiveram que permanecer com a máscara durante o debate. O número de pessoas no estúdio foi limitado. Os assessores puderam acessar o local somente nos intervalos.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul