Tubarão

As convenções partidárias ocorrerão apenas entre os dias 20 de julho a 5 de agosto, mas antes disso, o pré-candidato ao governo de Santa Catarina, Mauro Mariani (MDB), garante que tem percorrido todo o Estado ouvindo os anseios da população. Em visita ao Notisul nesta sexta-feira (9), ele elencou que as prioridades dos moradores no Estado são saúde e segurança pública.

De acordo com o deputado federal mdebista, a região Sul continuará em evidência, caso seja eleito, tanto que se comprometeu, na Associação Empresarial de Tubarão (Acit), no início da tarde desta sexta, a analisar e possivelmente dar seguimento aos pleitos elencados pela classe empresarial. No ofício entregue ao pré-candidato, investimentos como ampliação do Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, portos de Laguna e Imbituba, Ferrovia Litorânea, conclusão do Centro de Inovação, aumento do efetivo na segurança pública, desassoreamento/redragagem do Rio Tubarão, conclusão da rodovia Ivane Fretta Moreira e a construção de uma nova ponte entre Capivari de Baixo e Tubarão estavam entre os pedidos.

Sobre as Agências de Desenvolvimento Regional (ADR), Mariani destacou que elas deverão ser revisadas. “Em 16 anos, o mundo mudou, as ADRs cumpriram um papel fundamental. A filosofia de descentralização foi necessária, muitas regiões eram esquecidas e esta forma de gestão colocou o governo mais próximo da população. O Luiz Henrique da Silveira (em memória), que implantou esse sistema, conseguiu fazer um grande governo e olhou para todas as regiões. No entanto, as mudanças realizadas pelo Eduardo recentemente foram necessárias e todos nós, do MDB, aplaudimos”, conta.

Com a proximidade das convenções, o pré-candidato afirma que as conversas com lideranças de diversos partidos já foram iniciadas. A expectativa é que a tríplice aliança entre MDB, PSDB e PSD seja firmada. “Não temos restrições, porém, acredito que uma coligação com o PP e o PT sejam improváveis. O primeiro devido ao histórico de confrontos nas urnas no Estado e o segundo pela história recente”, assegura o presidente do partido no Estado.

Histórico

Mauro foi prefeito por dois mandatos em Rio Negrinho, deputado estadual de 2002 a 2006 e desde 2007 ocupa uma vaga na Câmara federal. No ano passado, ele foi o único representante do MDB que votou a favor do prosseguimento da denúncia contra Michel Temer, norteada pelas delações premiadas dos executivos do grupo J&F, controlador da JBS, e do doleiro Lúcio Funaro, só teria prosseguimento se 342 dos 513 deputados votassem a favor dos argumentos apresentados pela PGR. Além dele, Carmen Zanotto (PPS), Décio Lima (PT), Esperidião Amin (PP), Geovania de Sá (PSDB), Jorge Boeira (PP),  Jorginho Mello (PR) e Pedro Uczai (PT) queriam que as investigações contra Temer avançassem.