Gilmar Salgado é contra a pensão direcionada a ex-governadores.
Gilmar Salgado é contra a pensão direcionada a ex-governadores.

Carolina Carradore
Tubarão

O candidato do PSTU ao governo do estado, Gilmar Salgado, disputará a vaga apenas com a ajuda de sua própria sigla e com recursos limitados. O partido disponibilizou R$ 25 mil para ele gastar na campanha. Financiamento privado está proibido.
Sabatinado ontem em Tubarão, Gilmar não esquivou-se das perguntas e deixou bastante a mostra sua aversão ao capitalismo e ao atual governo de Santa Catarina. Para ele, apesar do estado apresentar oito candidatos nestas eleições, há apenas dois projetos para o eleitor analisar. “Temos o projeto a favor da burguesia e o projeto do PSTU, que luta pela classe trabalhadora”, descreve.

Ele admitiu ainda que defende a estadualização do sistema Acafe e a extinção do senado. Gilmar ainda abriu fogo contro o PT, partido de extrema-esquerda, assim como o PSTU. “O Partido dos Trabalhadores tinham ideias semelhantes as nossas. Mas agora o presidente Luiz Inácio Lula da Silva só favorece empresários e bancários. As assembleias legislativas e a câmara federal defendem os burgueses, que vivem da miséria do povo”, argumenta.

As sabatinadas
A série de entrevistas com os candidatos ao governo catarinense é uma parceria entre o grupo WSol e a Associação dos Profissionais de Imprensa de Tubarão (Apit). Ontem, ocorreu a primeira sabatinada, com o socialista Gilmar Salgado. As demais ocorrem nas por-próximas segundas-feiras, sempre no mesmo horário e local: às 16 horas, na Amurel.

“O estado é responsável pelo saneamento”

Funcionário da Casan há 29 anos, o candidato ao governo do estado pelo PSTU, Gilmar Salgado, é contra a municipalização da água, medida tomada em muitas cidades do estado, entra as quais Tubarão. “Isto é uma porta de entrada para a privatização. Precisamos mudar a gestão da estatal. Saneamento básico é uma obrigação intermunicipal”, acredita. Contrário as secretarias de desenvolvimento regionais, criadas há oito anos pelo ex-governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), Gilmar pretende extinguir as SDRs. “Não passam de um cabide de empregos”, resume.