Liliane Dias
Braço do Norte

O cartório eleitoral de Braço do Norte divulgou um relatório com a quantidade de eleitores do Vale. De acordo com o chefe de cartório, Adriano Machado Luciano, pode haver uma variação dos números devido aos cancelamentos por falecimentos.
“Os cartórios informam ao INSS para suspender os benefícios que, por sua vez, encaminham para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que cancela. Aqui também recebemos alguns dados do cartório de registros”, explica Adriano.

Só na última semana, nos postos de atendimento de Santa Rosa de Lima, São Ludgero e Rio Fortuna, 368 pessoas regularizaram a situação. Em Grão-Pará, o atendimento foi realizado no cartório eleitoral de Braço do Norte.
Após o encerramento das emissões e atualizações dos títulos, o órgão ficará fechado por 150 dias. Certidão para passaporte e outros fins também não poderão ser confeccionadas.

“O cartório só funcionará para regularização. Após o pagamento de multa, o eleitor recebe um comprovante de que regularizou a situação, fora isso, tudo o que envolva título só poderá ser feito depois das eleições”, esclarece.
Em 2006, Braço do Norte contava com 19.324 eleitores; Grão-Pará, 5.098; Rio Fortuna, 3.755; Santa Rosa de Lima, 1,7 mil; e São Ludgero, 7.322.