Tubarão

A maioria dos sindicatos de bancários do país aprovou nesta segunda-feira (27), a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Com isso, os profissionais não devem paralisar os trabalhos e uma greve não será deflagrada.

Conforme o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Tubarão e Região, Armando Machado Filho, ontem foi realizada uma assembleia na Cidade Azul com centenas de bancários e o acordo foi aceito pelos profissionais da área. “ Alcançamos a renovação do acordo coletivo de trabalho vigente por dois anos e um reajuste de 5% sobre todas as verbas, com garantia em 2019 de receber a inflação e mais 1% de ganho real e também, o recebimento da Participação nos Lucros e Resultados até 20 de setembro. Foi considerado uma vitória tendo em vista a reforma trabalhista vigente que é extremamente prejudicial a classe trabalhadora. A categoria negociou por dois meses e meio”, explicou Armando.

Entre as principais reivindicações da categoria estavam o reajuste salarial de aumento real e 10% de correção da inflação, além de outras 90 cláusulas. A categoria já entregou a pauta de pedidos. Alguns temas foram discutidos. A data-base da categoria é 1º de setembro e a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) tem validade nacional. Em todo o país, são cerca de 512 mil bancários.

Na base sindical de Tubarão, (Armazém, Braço do Norte, Capivari de Baixo, Grão-Pará, Gravatal, Jaguaruna, Lauro Müller, Orleans, Pedras Grandes, Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima, São Ludgero, São Martinho, Sangão e Treze de Maio) são mais de 500 funcionários que poderiam paralisar caso a proposta não fosse aceita.Na base territorial do sindicato de Laguna, outros 80 bancários também poderiam cruzar os braços nesta semana.