Tatiana Dornelles
Tubarão

“Coelhinho da Páscoa, que trazes para mim? Um ovo, dois ovos, três ovos assim!”. É, a Páscoa aproxima-se e com a data, este ano comemorada no próximo dia 23, surge a ‘corrida’ para as compras de chocolates. Com os mais variados recheios, marcas e surpresas e brinquedos dentro, os ovos são bastante procurados. Mas a diversidade de produtos deixa muitos consumidores sem saber o que adquirir e onde comprar. De produtos industriais aos artesanais, o importante é alegrar as crianças e também os adultos com as guloseimas de Páscoa.

A doceira Débora de Souza Orestes de Farias da Silva, de Tubarão, trabalha há dois anos com a produção de ovos e corações de Páscoa. E garante que vale a pena. “O coração de chocolate é o mais vendido, mas os tradicionais ovos também saem bastante. Trabalho com encomendas e a expectativa é que este ano consiga vender mais do que em 2007”, revela.
Débora, apesar de estar há dois anos no ramo de chocolates para a Páscoa, já trabalha há quatro como doceira.

“Minha sogra deu a idéia de trabalhar com chocolates e comecei com docinhos normais, enroladinhos. Aos poucos, coloquei pessoas para vender e a produção foi aumentando. Decidi, então, vender na Páscoa também”, afirma a doceira.
Qualidade, segundo ela, é a palavra-chave para vender mais e adquirir uma boa clientela. “Não lucro muito em cima dos produtos. Temos preços em conta e qualidade justamente para conquistar os clientes com bons chocolates”, acrescenta.