Tubarão

Os trabalhos de aterro na cabeceira sul de acesso ao viaduto duplo central de Tubarão (de avenida Patrício Lima), avançam nesta semana, mesmo com o tempo instável na região. O depósito de solo e cinzas já começa a cobrir os blocos de EPS (isopor). Quem passou pela estrutura ontem, já conseguiu visualizar como ficarão as pistas no sentido sul-norte.

A primeira parte da cabeceira está com a base concluída, e uma das pistas pronta receber a pavimentação asfáltica. Com a instalação dos blocos de EPS na fase final, a evolução do aterro será rápida. E é neste serviço que os esforços da equipe da Construtora Triunfo, responsável pelas obras no trecho entre Tubarão e Sangão, irão se concentrar neste momento.

Com a evolução dos serviços na cabeceira sul do viaduto, essa Obra-de-arte Especial (OAE) segue para os últimos retoques. As pistas superiores estão equipadas com as proteções laterais e já recebem as camadas asfálticas. A cabeceira norte está concluída, sinalizada e tem uma das pistas liberada ao tráfego de veículos há alguns meses. A outra pista começou a ser asfaltada nesta semana.

A meta é que todo o equipamento esteja finalizado este mês e seja liberado em seguida. Isto fará com que o tráfego de veículos na região flua melhor, especialmente durante a temporada de verão, quando movimento na rodovia cresce, em média, 30%.

O viaduto duplo faz parte do conjunto de quatro OAEs edificadas para ligar a rodovia à cidade: o viaduto de acesso norte (da Jucasa), o central, o viaduto sul (acesso aos bairros São João e Morrotes), e a passagem inferior sul (do Ceconvest).