Zahyra Mattar
Tubarão

Até o dia 5 de janeiro, as obras de duplicação do trecho sul da BR-101 ficarão como estão: paradas. A medida é proposital e ocorre todos os anos por conta do trânsito nas épocas de festas. “Optamos sempre por dar férias coletivas para os trabalhadores. Isto não gera reflexo negativo sobre o andamento da obra porque no período de Natal e Ano-Novo pouco pode ser feito, justamente por conta do tráfego intenso na BR-101. Além disso, é uma medida de segurança para todos: motoristas e trabalhadores”, justifica o responsável pela comunicação do Departamento Nacional de Infra-estrutura em Transportes (Dnit), Breno Maestri.

Ainda com os problemas registrados este ano, e que comprometeram o cumprimento da meta estipulada no cronograma de obras (entregar 80% das pistas duplicadas até o fim deste mês), o Dnit prepara-se para entregar 115 quilômetros de pista dupla no Carnaval. A metragem é maior do que todo o trecho gaúcho da rodovia, também em obras.

No início de novembro, três quilômetros de pista duplicada foram liberados no lote 24, no Morro do Mirim, em Garopaba. Com isso, até o momento, são 13 quilômetros de pista dupla initerruptos entre o município e Imbituba. Atualmente, há 58 quilômetros de pista duplicada e liberada para o tráfego entre Paulo Lopes e Passo de Torres, na divisa com o Rio Grande do Sul.

Paralelamente, existem outras 60 quilômetros de pista dupla que não foram liberadas por questões de segurança. São trechos próximos a viadutos ainda em construção, a estradas marginais à rodovia ou a obras de arte especiais (exemplo: bueiros). Também existe uma porcentagem deste total que deverá ser liberada assim que a rodovia antiga for restaurada.

Até o momento, foram utilizados, do valor total estimado para a duplicação, R$ 850 milhões. Para 2009, existem R$ 500 milhões já empenhados para a continuidade da duplicação somente no trecho catarinense da rodovia.

Conservação da rodovia será feita inclusive durante as festas

Apesar das férias coletivas das empreiteiras responsáveis pelas obras de duplicação da BR-101, no trecho sul de Santa Catarina, as equipes responsáveis pela manutenção, sinalização e conservação da rodovia não param nem mesmo no Natal e Ano-Novo.
Desde as chuvas no fim de novembro, mais de cinco equipes de trabalho atuam para deixar tudo com o mínimo de trafegabilidade para os visitantes. Na maioria dos locais onde foram registrados problemas, a recuperação do asfalto foi refeita e a sinalização reforçada.

O Departamento Nacional de Infra-estrutura em Transportes (Dnit) também disponibilizou, ainda no mês passado, um telefone gratuito para informações sobre as obras de duplicação. Qualquer problema com a sinalização ou a trafegabilidade podem ser obtidas no número 0800-725-1771.