Amanda Menger
Tubarão

Nos próximos dias, deve ser confirmada uma reunião entre as empreiteiras responsáveis pelas obras de duplicação da BR-101 sul, lideranças empresariais e o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em Santa Catarina, João José dos Santos. A intenção é pressionar as construtoras para que priorizem os trabalhos na rodovia. A decisão foi tomada ontem, em reunião em Florianópolis.

“O encontro foi bom. Pudemos mostrar o nosso descontentamento com o ritmo das obras ao superintendente do Dnit e também quais são as nossas prioridades. Decidimos unir forças e cobrar em conjunto mais agilidade das construtoras”, afirma o presidente da Associação Empresarial de Tubarão (Acit), Eduardo Nunes.

João José reafirmou o compromisso em entregar toda a pavimentação asfáltica do trecho entre Palhoça e Passo de Torres ainda este ano. Dos 248 quilômetros, cerca de 100 já foram duplicados e liberados ao tráfego de veículos. Um dos pedidos dos empresários é que sejam agilizados os trabalhos no trevo de acesso principal a Tubarão (pela Patrício Lima).

Segundo o superintendente, esta obra foi iniciada depois do acesso norte e do Morrotes, por questões técnicas e burocráticas, mas acredita ser possível priorizar e até adiantar o prazo de entrega, de novembro para agosto. Contudo, disse que isso dependerá da Triunfo, empresa responsável pela obra.

Os alagamentos em Tubarão, Capivari de Baixo e também em Araranguá foram citados pelos empresários. O superintendente do Dnit no sul do estado, Avani Aguiar de Sá, comprometeu-se em reunião ontem pela manhã, com o secretário de planejamento da prefeitura de Tubarão, Edvan Nunes, que a construção da rede de drenagem que ligará os bairros Humaitá de Cima e Dehon começará em breve. Já em Araranguá, será dada prioridade à construção dos elevados, para evitar que a cidade fique isolada em períodos de chuva.