A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Repressão a Roubos (DRR/DIC Criciúma) , coordenada pelo Delegado Yuri Miqueluzzi, realizou o indiciamento de duas pessoas que atuavam como profissionais do sexo, por crimes de roubo, extorsão e estupro, ocorridos na região central de Criciúma. Houve representação pela Polícia por prisões preventivas de duas pessoas investigadas, deferidas pelo Poder Judiciário após parecer favorável do Ministério Público.

Uma das pessoas indiciadas foi presa por policiais civis na cidade de Maringá (PR), em agosto do ano passado. A segunda pessoa investigada também foi capturada por policiais civis e federais no Aeroporto Internacional de Florianópolis, quando chegava da cidade vinda de João Pessoa (PB), em janeiro deste ano.

Com as prisões realizadas, a instrução processual evoluiu, sendo finalizada com a condenação em 15 anos de reclusão por extorsão qualificada e estupro para um dos envolvidos e em 8 anos de reclusão por extorsão qualificada para a segunda pessoa envolvida no crime. A sentença foi proferida pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Criciúma, com atuação da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Criciúma na acusação.