O dólar operava em alta acentuada contra o real nos primeiros negócios desta quarta-feira, e renovou nova máxima recorde acima de 5,16 reais, com os investidores receosos sobre o impacto econômico do coronavírus e à espera da decisão de política monetária do Copom.

O Banco Central volta a atuar nos mercados nesta quarta-feira, ofertando aos mercados leilões de linha com compromisso de recompra no valor de até 2 bilhões de dólares. A autarquia já havia realizado intervenção semelhante na terça-feira e na sexta da semana passada.

Às 9:17, o dólar avançava 3,11%, a 5,1581 reais na venda, enquanto o contrato mais negociado de dólar futuro disparava 2,9%, a 5,157 reais.

Na máxima, logo após a abertura, a moeda norte-americana spot tocou 5,1631 reais na venda, novo pico histórico.