#Pracegover Foto: na imagem há um giroflex
#Pracegover Foto: na imagem há um giroflex

Um suposto caso de estupro e cárcere privado é investigado em Braço do Norte. Dois homens foram detidos após duas adolescentes, ambas de 14 anos, conseguirem fugir dos acusados.

As vítimas teriam sido encontradas aos prantos em um posto de combustíveis, na SC-370, na noite dessa quinta-feira (27). Elas foram atendidas pela Polícia Militar e o Conselho Tutelar do município.

De acordo com o delegado Felipe Samir, as adolescentes devem passar por exame, mas o prazo para o resultado da perícia dependerá do Instituto Geral de Perícia (IGP). Quanto ao fato de estarem viajando sozinhas, o Conselho Tutelar estaria em busca de contato com os familiares das meninas.

O delegado explica que por conta de se tratar de adolescentes, vítimas de suposto abuso sexual, o caso é protegido pelo Segredo de Justiça. Ele explica que de acordo com a lei os depoimentos das vítimas de suposto estupro, tem que ser feitos em juízo.

“Foi feito pedido na madrugada de hoje de um depoimento especial, na forma de antecipação de prova para o juiz. Ele deve enviar para o Ministério Público se manifestar e depois vai analisar. Caso o juiz decida, uma equipe interdisciplinar coletará os depoimentos das vítimas adolescentes”, detalha.

Samir acrescenta que além do pedido de depoimento especial, os depoimentos dos conselheiros tutelares, dos policiais e dos suspeitos já foram tomados. Um deles é da Paraíba e a informação é de que fariam várias entregas de fretes pela região.

Vale ressaltar que por não haver justa causa, eles não foram presos em flagrantes. Eles foram levados para a delegacia de polícia para prestar esclarecimentos e, por conta de algumas divergências apontadas, um inquérito policial deve ser instaurado.

Entenda o caso

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, as duas meninas de Cajuti (MS) informaram que pegaram carona com uma carreta e seguiriam até uma cidade vizinha, no último domino (23), mas pegaram no sono e quando acordaram já estavam em outro estado.

Elas teriam pedido para descer do veículo, mas o motorista não permitiu e teriam sido forçadas a manter relações sexuais com ele e outro passageiro em troca de comida. Além disso, elas afirmaram os homens utilizaram cocaína durante a viagem e que sofreram ameaçadas com um porrete.

Durante uma parada para janta no posto de Braço do Norte, as adolescentes conseguiram fugir e pediram ajuda. Afirmaram que estavam há dias sem se alimentar e choravam muito. Após serem ouvidas as meninas foram levadas ao Hospital Santa Teresinha.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul