O CEO da Gravity Payments, Dan Price, virou notícia em 2015 após cortar seu próprio salário em 90% para aumentar os salário dos funcionários e torná-los pessoas mais felizes. Tal iniciativa rendeu a ele o apelido de ‘melhor patrão do mundo’.

Agora, quatro anos depois, o diretor da empresa de pagamento de cartões afirmou que todos os funcionários do novo escritório da empresa em Boise, Idaho (EUA), receberão um salário mínimo anual de US $ 70 mil – mais de R$ 280 mil – por ano até 2024. Em outras palavras, são R$ 25 mil por mês, no mínimo.

“Hoje de manhã, cortamos a fita do novo escritório da @GravityPymts Boise e anunciamos que todos os nossos funcionários daqui começarão a ganhar nosso salário mínimo de US $ 70.000”, anunciou Price no Twitter.

“Estou muito grato por trabalhar com essa equipe incrível e poder compensá-los pelo valor que eles agregam à nossa comunidade”, complementou.

‘Melhor patrão do mundo’

Em 2015, após se inspirar em um estudo sobre a felicidade no trabalho, Dan Price decidiu aumentar o salário de seus funcionários cortando o seu próprio.

Ele afirma que uma renda superior e equivalente ao trabalho exercido é essencial no bem-estar emocional de uma pessoa.

Para aumentar os salários dos seus 120 colaboradores, ele cortou o próprio salário de US$ 1 milhão em 90%. À época, sua decisão foi suficiente para dobrar o salário de 30 funcionários, além de dar aumentos significativos para todos os demais.

Os salários mais equitativos transformaram a vida de seus funcionários. “Eles conseguiram cultivar suas famílias, mais de 10% dos funcionários compraram uma casa pela primeira vez e as contribuições individuais para aposentadorias 401 (k) mais que dobraram”, afirmou.

Com o resultado bem-sucedido de sua empreitada, o CEO decidiu compartilhar sua história para inspirar outros empresários. O resultado foi que ele recebeu uma verdadeira chuva de novos clientes na época.

Dan é o fundador e diretor executivo da Gravity Payments, uma startup de processamento de cartão de crédito que ele lançou em seu dormitório quando tinha apenas 19 anos.

Veja o anúncio desta semana:

Fonte: SNB/Fotos: Reprodução/CNN