#Pracegover Foto: na imagem há uma mulher
#Pracegover Foto: na imagem há uma mulher

Anualmente, desde 1972, o dia 5 de junho é comemorado do Dia Mundial do Meio Ambiente. Data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), que tem como objetivo maior chamar a atenção da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais. Recursos que antes eram considerados por muitos povos, inesgotáveis. Alerta também sobre alguns efeitos da poluição ambiental na saúde das crianças.

“As principais consequências da falta de controle ambiental para os pequenos são, sem dúvida, a poluição do ar, tanto para os ambientes externos quanto para dentro de casa. Dados da OMS de 2019, apontaram que 93% das crianças, menores de 5 anos, estão expostas a poluentes do ar dentro e fora de suas residências. Esta exposição pode causar doenças respiratórias no geral, que é a terceira causa de óbitos em menores de 4 anos no Brasil. Além disso, o contato com fumantes em bebês aumenta o risco de morte subida”, alerta a pediatra do Complexo Médico Provida, Dra. Ana Carolina Cancelier (CRM: 6.552 / RQE: 2.731).

Outro fator importante para ser lembrado, nesta ocasião e nos demais dias, é a preservação da água e da terra. A médica ressalta que esses locais afetam muito as crianças. O solo, com incidência maior nos menores, por ficaram, às vezes, mais expostos.

“Hábitos do dia a dia, como levar constantemente a mão à boca, brincar próximo ao solo também estão relacionados à maior vulnerabilidade das crianças. Substâncias nocivas presentes no ar, na água, na terra e nos alimentos, têm maiores chances de serem absorvidas por elas que por adultos. Essas particularidades explicam as enfermidades atribuídas a fatores ambientais que as atingem, tais como prematuridade, baixo peso ao nascer e malformações congênitas, além do desenvolvimento de outras doenças ao longo da vida. Lembrando que cuidar do meio ambiente também é cuidar das nossas crianças”, ressalta a pediatra.

Ações de melhorias

“A saúde ambiental infantil precisa, além de ações responsáveis para melhorias no meio ambiente, no geral, de realizações de políticas públicas sérias, voltadas não somente a melhores condições no presente, mas principalmente em manter e proporcionar condições saudáveis para o futuro, contribuindo para qualidade de vida do planeta”, completa Dra. Ana Carolina.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul