Tubarão

Não sei vocês, mas ter um livro em mãos, trocar de página e sentir aquele cheiro de folha nova ou ter as folhas um pouco amareladas por causa do tempo, é a melhor sensação para quem tem o hábito de leitura. Mesmo que os livros fiquem escassos devido a era da tecnologia, muitos não abrem mão de um bom livro mesmo que este tenha um peso a mais na mochila ou na bolsa.

A leitura é extremamente importante para a formação do ser humano. Estimular o hábito de ler quando criança, pode ser muito significativo para se tornar um leitor assíduo quando crescer. Por meio da leitura, nos teletransportamos para outros mundos, adquirimos conhecimento, desenvolvemos senso crítico e aprendemos que é possível viajar, rir, chorar, se emocionar e conhecer coisas novas sem sair de casa.

Conforme o professor de história, Renato Aranha, 33, em sua infância os docentes de língua portuguesa passavam algumas leituras e posteriormente exigiam que os alunos fizessem trabalhos escritos sobre as obras.“Não havia como escapar. Ou líamos e nos dedicávamos às tarefas que nos eram atribuídas, ou passávamos vergonha com as notas vermelhas. Graças a essa disciplina, aos poucos fui tomando gosto pela leitura, até que ler se tornou um hábito que sempre me deu muito prazer. Quem se habitua aos livros nos primeiros anos de vida dificilmente se afastará da leitura”, pontua.

Renato afirma que as histórias podem nos levar por mundos desconhecidos e nos fazer conhecer personagens que ganham nossa empatia ou antipatia e nossa admiração. Por meio das obras, podemos experimentar aventuras, suspense, ficção científica, terror, fantasia, drama e muitos outros assuntos que nos farão desligar da realidade e botar a imaginação para funcionar.

Homenagear o livro em 23 de abril é lembrar também de três dos maiores escritores de todos os tempos, pois se comemora nessa data, o nascimento (1564) e a morte (1616) de William Shakespeare; a morte (1616) de Miguel de Cervantes e o nascimento, em 1899, de Vladimir Nabokov. Celebrar o livro contribui para valorizar sua importância e a de seus autores no imaginário da população de todo o mundo. A data serve para chamar a atenção para a importância do livro e o direito a leitura como bem cultural essencial para a formação cidadã e o desenvolvimento humano.