#Pracegover foto: na imagem há duas mulheres, quatro homens e diversas árvores
#Pracegover foto: na imagem há duas mulheres, quatro homens e diversas árvores

Comemorar no dia 18 de outubro, o Dia do Médico, é mais que reconhecer e homenagear o trabalho de quem se dedica ao bem-estar, à saúde e à minimizar sofrimentos. É uma simbologia de agradecimento a quem salva vidas. Muitos desses, além de grandes profissionais, são também inspirações para novas gerações. Foi o que ocorreu em uma família em que os quatro filhos do clínico geral Dr. José também fossem médicos. Três deles, Cassiano, Thiago e Marcel Coral Accordi além de terem a mesma profissão, trabalham juntos no Complexo Médico Provida, em Tubarão.

“A medicina sempre fez parte da minha vida e de meus irmãos. Como nosso pai trabalhava no hospital de nossa cidade natal e Nova Veneza era uma localidade pequena, acabávamos sempre indo muito lá e acompanhando muitas rotinas ambulatoriais. Ainda pequeno, na escola, as áreas de biologia e fisiologia eram as minhas preferidas. Então quando foi para pensar em minha formação, não tive dúvidas”, conta o cirurgião oncológico, de 45 anos, Dr. Cassiano (CRM:12.661/ RQE:6.087-6.088).

A escolha da especialidade, o médico lembra que a parte cirúrgica sempre o atraiu, talvez pela experiência de acompanhar o pai em cesarianas e em pequenos procedimentos. Na universidade, dissecção, suturas e treinamentos de técnicas cirúrgicas o despertaram.

“No final da especialização em cirurgia geral, me identifiquei com a oncologia, por ser desafiadora e complexa. É uma área difícil, às vezes temos decepções. O resultado da cirurgia não sai como esperado, o paciente não evolui positivamente, ocorrências de neoplasias agressivas, complicações, reincidências. Por outro, é gratificante quando bem-sucedida, quando curamos, quando contribuímos para uma vida melhor e mais longa”, completa.

Os radiologistas

Os doutores Thiago e Marcel, seguiram também os passos do pai, mas a definição da especialidade teve outra influência.

“Assim como meus irmãos, a escolha profissional foi natural. Inspirado em minha irmã Melissa, que já atuava em radiologia, optamos pelo mesmo caminho. Trabalhei inicialmente em Criciúma e após me casar com a também radiologista Manuela Viana (CRM:13.031 / RQE:9.031), decidimos vir para o Provida e formarmos uma equipe. Em pouco tempo o serviço cresceu e houve necessidade de mais profissionais, Marcel então veio fazer parte e hoje somos um grupo de 12 radiologistas no Complexo”, conta o radiologista, 42 anos, Dr. Thiago (CRM:12.719/RQE: 9.089).

Para o mais novo, além da figura paterna e da base firme da mãe e professora, Dona Gleia Antônia, a trajetória dos irmãos também o conduziram pela mesma estrada.

“As minhas influências foram as melhores. Além do meu pai, eu acompanhava o Cassiano e a Melissa que já haviam iniciado a faculdade, depois o Thiago, enfim, desde o ensino médio eu já tinha a percepção do que eu queria para minha vida. Decisão que valorizo a cada dia, por poder contribuir com a saúde das pessoas, ao oferecer, com meu trabalho, diagnósticos precisos e confiáveis”, ressalta o radiologista, de 40 anos, Dr. Marcel (CRM:12.654/ RQE:9.032).

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Provida