Um casal e um bebê de 7 meses morreram nesta terça-feira (17), ao serem atingidos pelo desmoronamento de parte de uma falésia, na praia de Pipa, em Tibau do Sul (RN). Um dos principais pontos turísticos do estado, distante 80 quilômetros de Natal, Pipa é conhecida pelas encostas íngremes que dão acesso à praia. 

As vítimas eram Hugo Pereira, de 32 anos, gerente de recepção de hotel, Stella Souza, o filho de 7 meses do casal e o cachorro da família. Hugo era natural de Jundiaí, no interior de São Paulo, e morava havia alguns anos em Pipa e aproveitava o dia de folga na praia com a família.

Segundo o Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte, o acidente ocorreu por volta do meio-dia. Ainda não se sabe o que causou o desmoronamento que atingiu o casal e a criança, que estavam na praia, sob a sombra da falésia. Além de três equipes de resgate, peritos do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) estiveram no local.

A queda de parte de escarpas como as de Pipa não é incomum. Sujeitas à ação da maré, as falésias sofrem erosão, o que acaba por fazer com que parte da parede rochosa se solte. Além disso, outros tipos de acidentes com pessoas também não são raros, já que é bastante comum que moradores e turistas se descuidem ao parar para admirar a paisagem e tirar fotos. Em alguns pontos, o paredão chega a medir 40 metros de altura.

No começo de setembro, um casal de turistas caiu das falésias de Pipa após perder o controle de um quadriciclo. Os dois sofreram escoriações e uma fratura sem maior gravidade.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul