Wagner da Silva
Braço do Norte

Como a situação de alagamentos devido às chuvas na região não é grave, as pessoas passaram a mostrar o lado solidário, mobilizando amigos, vizinhos e entidades do Vale do Braço do Norte para arrecadar donativos.
Para iniciar a campanha em prol dos desabrigados com as cheias, foi realizada ontem uma reunião para montar uma comissão que atuará na arrecadação de donativos. O encontro foi organizado pelo presidente da associação de moradores, Antônio Lima da Silva, e foram definidos os locais e horários de recebimento das doações.

A campanha segue até dia 5 do próximo mês e as doações poderão ser entregues no salão paroquial, até às 17 horas, nas escolas (em horário de aula) e no Corpo de Bombeiros. “A mobilização deve sair de nós, que passamos pelas chuvas sem grande perdas. A arrecadação se estenderá, pois até tudo voltar ao normal leva tempo. Nas próximas semanas, com certeza, eles ainda necessitarão de ajuda”, explica Lima.
Segundo ele, a região está mobilizada. “Sabemos que outros municípios, como Rio Fortuna, também arrecadam donativos. Entraremos em contato para solicitar que nossa região centralize as doações, para que o envio seja feito como um grupo”, ressalta.

Campanha deve ganhar mais força

Para o diretor da defesa civil em Braço do Norte, César Borges, a mobilização ganhará força no Vale. “Um grupo de pessoas recebeu as informações de que nossa região não sofreu com a ação climática. No entanto, o norte do estado vive uma calamidade. Este momento é de solidariedade de todos, empresários, trabalhadores. Vamos informar os municípios da região para que possamos nos unir e ajudar as pessoas desabrigadas”, pede Borges.

Além da equipe que trabalhará na campanha de donativos, formada ontem, a Cerbranorte disponibilizou veículos para o transporte dos produtos. Outra boa notícia veio do rio Santo Antonio, interior de Braço do Norte.
Comovido pela situação da falta d’água, Vicente Soethe possui em sua propriedade nascentes de água mineral, propícia para o consumo, com laudos de analise da qualidade. Ele disponibilizou o produto para que fossem embalados. “Não sei como poderia ajudar, mas se houver uma forma de embalar, gostaria de ajudar”, comenta.
A 32ª sub-seção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) já iniciou uma campanha entre os profissionais para a arrecadação de material. Nos colégios, alunos levarão bilhetes para casa, com informações sobre a campanha.

Desabrigados
Necessidades donorte do estado…
• Até o momento, o governo do estado registrou 22.882 pessoas desabrigadas e 31.027 desalojadas devido às chuvas dos últimos dias em Santa Catarina. O número de mortos também subiu para 79.

• Segundo informações da defesa civil estadual e da Cruz Vermelha, as maiores necessidades da região norte, atingida pelas chuvas, são colchões, cobertores, roupas de cama e roupas, produtos de limpeza, fósforos e velas, alimentos como arroz, feijão, óleo ou azeite, material de limpeza, macarrão, café, açúcar, leite e sal, além de fraudas e absorventes.

• Cruz Vermelha, CDL, Cerbranorte, Rotary, polícias, Acivale, câmara de vereadores, escolas (estaduais, municipais e particulares), secretários de administração, Rede Feminina e Corpo de Bombeiros participaram da reunião e poderão ser acionadas durante a campanha.