Com a epidemia do novo coronavírus, termos como desinfecção, sanitização, rastreamento, inativação e eliminação, por exemplo, se tornaram rotineiros no Brasil e também no mundo. Inúmeros prédios públicos e privados nos últimos tempos tiveram que se adequar a nova situação e passar por uma limpeza mais profunda em decorrência do diagnóstico de um funcionário ou pessoa que passou pelo local contaminada com a doença.

Na região muitas pessoas têm denunciado locais de trabalho, que segundo os denunciantes não estão de acordo com as medidas preventivas para evitar o contágio do novo coronavírus. Recentemente, a empresa Airela de Pedras Grandes, foi acusada de não garantir as medidas necessárias em relação ao contágio.

Entre os motivos que levaram a denúncia, a funcionária conta que a empresa neste período não fez nenhuma desinfeção, além de não ter afastado os funcionários que tiveram contato com uma ex-servidora que veio a óbito recentemente. Segundo a trabalhadora, a mulher morreu em decorrência da Covid-19. Ela afirma que já ligou para diversos órgãos púbicos, mas sem sucesso.

De acordo com o presidente, Marconi Sampaio e o diretor administrativo/financeiro, Adroaldo Machado, da Airela Indústria Farmacêutica Ltda, a empresa desde o início da pandemia tem seguido todos os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias para proteger o seu bem mais comum, que são os seus funcionários.

Entre as medidas tomadas estão a aferição diária dos seus colaboradores, exige o uso da máscara e do distanciamento social no local de trabalho. Além disso, distribui álcool em gel 70% e o transporte oferecido pela empresa obedece a lotação máxima de 50%.

A empresa afirma que tem afastado o servidor diagnosticado com a infecção e que tem realizado a desinfeção periódica das instalações. Por fim, a Airela lamenta a morte da funcionária, se solidariza com a família e tem dado apoio aos familiares neste momento de dor.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul