Na estrada de Pouso Alto, o morro deslizou e quase fechou a passagem. Trabalhos seguem esta semana.
Na estrada de Pouso Alto, o morro deslizou e quase fechou a passagem. Trabalhos seguem esta semana.

Zahyra Mattar
Tubarão

A Defesa Civil de Tubarão é quase sempre lembrada em apenas uma situação: quando há algum perigo. Mas o grupo de Tubarão desenvolve outros trabalhos, que por vezes ficam restritos ao conhecimento apenas de quem atua no grupo ou àqueles que recebem os benefícios.

Um destes trabalhos é a obra de recuperação e reconstrução de infraestrutura danificada em virtude de interpéries climáticas. Atualmente, cinco trabalhos deste tipo estão em andamento na cidade. Estes recursos são provenientes do Fundo Nacional de Defesa Civil: quatro recuperação de estradas e uma reconstrução de casa.
Todas versam sobre situações geradas por conta das chuvas que castigaram toda a região no começo de maio. A residência refeita fica no bairro São Martinho, próxima à gruta. O investimento é de R$ 8.898,00.

As ruas que recebem manutenção, tudo sob a coordenação da Defesa Civil de Tubarão, são as estradas de Pouso Alto e de Pedrinhas. Somente para estas duas serão dispensados R$ 59,1 mil. As outras duas são a Tereza Assunção da Silva, no São João-ME, e a Zuma Bittencourt Alves, no mesmo bairro, na margem direita.

Em ambas, são feitas obras de drenagem e recuperação da pavimentação, em uma extensão total de 463 metros e investimento de R$ 12.830,40. “Aos poucos, o reconhecimento vem. Hoje, estamos muito melhor estruturados. E ficaremos mais ainda”, valoriza o coordenador da Defesa Civil, José Luiz Tancredo.