#ParaTodosVerem Na foto, em cima do palco, estão os policiais militares responsáveis por desenvolver o Proerd em Tubarão e o leão Daren, o mascote da ação. No fundo, os 865 alunos diplomados nesta semana junto com seus pais e professores
Para o delírio dos alunos, o leão Daren ‘em pessoa’ entregou o diploma de conclusão do curso para cada um dos 865 alunos que participaram da ação da Polícia Militar de Tubarão neste primeiro semestre - Foto: 5BPM | Divulgação

Orgulhosos, 865 alunos do 5º ano de escolas municipais, estaduais e particulares de Tubarão receberam o certificado de formação no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), ministrado pelo 5º Batalhão de Polícia Militar (5BPM). A solenidade ocorreu na Unisul e, para delírio das crianças, o diploma foi entregue por Daren, o mascote da ação institucional da PM. Os estudantes que mais se destacaram durante o curso ainda receberam um Daren de pelúcia, placas de mérito e bicicletas.

Carro-chefe da interação da Polícia Militar com a comunidade, o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) existe há 24 anos em Santa Catarina. Com a missão de capacitar crianças, adolescentes e adultos para resistirem às drogas e à violência, o Proerd vem, a cada ano, atingindo índices que tem chamado a atenção. Atualmente são mais de 1.545.428 alunos atendidos pelo programa no Estado. Por intermédio de ações de polícia ostensiva de caráter educacional, realizada por policiais militares habilitados em instituições públicas, privadas e comunitárias, a PMSC busca integrar a família e a escola para a valorização da vida e a construção de uma sociedade mais justa, sadia e feliz.

Em Tubarão, o 5º Batalhão da Polícia Militar implantou o Proerd há 23 anos. Neste tempo, pelo menos 35 mil crianças foram beneficiadas com o programa. Desde o início, a ação são realizadas em 100% das escolas públicas e particulares da cidade com alunos do 5º ano do ensino fundamental. São no mínimo dez encontros, com lições desenvolvidas a partir da necessidade de compreender a perspectiva dos adolescentes sobre a demanda e oferta de drogas, avaliação de riscos e tomada de decisão.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul