#Pracegover foto: na imagem há um homem
#Pracegover foto: na imagem há um homem

O cantor Criolo se manifestou sobre o caso envolvendo a exoneração do professor de Criciúma que mostrou para os alunos o clipe da música ‘Etérea’, com tema relacionado ao movimento LGBTQIA+. No Instagram, o autor da música lamentou a demissão afirmando que é “necessário quebrar os padrões e abrir discussões”. O caso aconteceu na escola Municipal Pascoal Meller, no bairro Santa Augusta.

O prefeito do município, Clésio Salvaro, justificou a exoneração afirmando que o conteúdo é inapropriado, usando o termo ‘viadagem’. “Mais uma vez, desde seu lançamento, o clipe e o documentário da música Etérea [com a participação de representantes de coletivos LGBTQIA+ nacionais] abrem espaço para o debate na sociedade brasileira, após a lamentável demissão de um professor depois de exibir o projeto em sala”, afirmou.

“Tanto o clipe como o doc, ambos sem nenhum tipo de restrição pelas diretrizes do YouTube, já foram exibidos em diversos festivais de cinema e instituições de arte, música e dança [como a Filmoteca da Universidade Nacional do México] pelo mundo, ao longo dos quase dois anos de suas trajetórias internacionais”, Criolo, autor da música ‘Etérea’

Também no Instagram, o artista fez um convite para a Parada LGBTQIA+, que acontece neste sábado, dia 28, no Parque Municipal Altair Guidi, em Criciúma. O evento já estava programado antes da polêmica exoneração do professor.

“Compartilhamos orgulhosamente o documentário novamente aqui (Instagram), na esperança de que ele possa chegar mais longe, com mais pessoas entendendo e refletindo sobre o que acontece em nosso território e como o Brasil se tornou o país que mais mata sua população LGBTQIA+ em todo o planeta”, refletiu o cantor.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Engeplus